Unaí

De Unai Wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Unaí
Unai Visao Parcial.JPG
Vista Parcial de Unaí
Nome da Cidade: Unaí
Data de Fundacao: 31 de dezembro de 1943
Estado: Minas Gerais
População: 82 298 hab. IBGE/2014[1]


Descrição

Unaí é um município brasileiro do estado de Minas Gerais com população de estimada de 82.298 em 2014, área de 8.447,107 Km²,tendo como prefeito Delvito Alves Da Silva Filho.[2]

Economia

A economia da cidade tem em suas principais fontes a agricultura com fazendas com extensa produção de grãos, como feijão, milho e soja.

Historia

Na região do Vale do São Francisco, à sua esquerda, entre os Rios Paracatu, Urucuia, Preto, moravam os Índios Tupinaês, Temiminós, e Amoipiras. Através dessas tribos temos condições de saber quais as primeiras entradas ou bandeiras que andaram pela hoje conhecida Zona Fisiográfica de Paracatu. Sabe-se com certeza, que na área hoje compreendida pelos municípios de Paracatu e Unai moravam especificamente os índios Tupinaês.

Os Tupinaês povoavam a costa brasileira. Os outros índios vizinhos os odiavam muito pelas suas péssimas qualidades e os tocavam para o interior do país. E com isso viviam em contínuas guerras . Os índios Temiminós viviam em lugares mais afastados. Num documento relativo a fatos ocorridos em fins do Seculo XVI, encontramos notícias de lutas renhidas entre Tamoios e Temininos , nas vizinhavas da fronteira entre o sudoeste de Minas e o território paulista.

Alem desses, na mesma região ora estudada, existia a tribo dos Amoipiras. Na realidade constituía-se de um grupo numeroso dos Tupinambás. Esse grupo, combatido por outros Selvagens, foi obrigado a se refugiar na Área de Minas Gerais. Foram denominados Amoipiras pelo fato de seu chefe se chamar Amoipira. Multiplicaram-se de tal forma, que se tornaram senhores de toda a região e a também habitaram os sertões de Paracatu.

A primeira vez que se encontra registrado o topônimo Rio Iuna, Traduzido do tupi para Rio Preto, foi no relatório do Pe Antonio de Araujo, feito em 1622 ou 1623, ao descrever o roteiro da Bandeira de André Fernandes, Uma descrição bem minuciosa, onde vamos encontrar a descrição de rios e seus topônimos. Quando ao caminho de São Paulo ao Rio Paracatu, de tão conhecido, nem se tornava necessário descrevê-lo, como aconteceu em relação à Bandeira de Andre Fernandes até aos sertões paracatuenses, que passou pela região por volta de 1613, descrita pelo Pe. Antonio de Araujo.

Não obstante muitos historiadores registrarem a Bandeira de Nicolau Barreto como a primeira a penetrar os sertões de Paracatu hoje temos certeza de que não o foi. Pelas Tribos indígenas, aí moradoras pode-se facilmente identificar as que a precederam, apesar de muitas omitirem os topônimos em seus registros.

Devemos destacar a bandeira de Domingos Luis Grou, português da metrópole, como a primeira a desbravar esses sertões. Depois de ter participado da Bandeira de Jerônimo Leitão ao sertão do Carijós, que regressou à Vila de São Paulo em 1586, Domingos Luís Grou deixa a Vila de São Paulo e se dirige aos sertões dos índios Tupinaês, abrangendo as ribeiras do Paracatu. Em setembro de 1587 chega de volta a São Paulo, trazendo Índios Tupinaês aprisionados. Em dezembro de 1600. [3]

Acessos

A cidade de Unaí possui acessos através da rodovia MG188, sendo esta rodovia a saída para Buritis, Arinos e Garapuava dentre outras cidades. A rodovia se liga à Avenida Governador Valadares através da Ponte Sobre o Rio Preto.

Outro acesso se dá através da rodovia BR251, sendo esta a principal saída para paracatu ao Sul e para Brasilia no sentido contrario.

Referencias

  1. http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/estimativa2014/ - Estimativa populacional 2014 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2014). Visitado em 26 de novembro de 2014.
  2. IBGE IBGE|Cidades|Minas Gerais|Unaí. Acessado em 15/11/2014
  3. Unai: Rumo as veredas urucuianas 1988 Edicao da Prefeitura Municipal de Unai